Amor inacabado…

Lembrança suave e terna do que não houve,

Lembrança sutil do olhar perdido,

do abraço não dado, do toque parado no ar…

 

Amor inacabado!

 

Saudade do inexistente, doce aroma que paira no ar…

Saudade do não dito,

da energia suspensa, do sonho abortado…

 

Amor inacabado!

 

Esperança do encontro da alma sedenta,

Esperança que espera tranquila e plácida o amor inacabado…

Lea Rocha Lima e Marcondes

26/03/2004